Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Já várias vezes falei aqui no blog que a gigante cicatriz do Manel na cabeça foi apelidada pelo Kiko de "risca".

 

A risca não é um desenho pequeno e muitos meninos  ficam intrigados e disparam mil perguntas.

 

De dia para dia (e com o crescer do cabelo em volta) vou-me habituando à marca. Em bom rigor a risca até é sinal das cirurgias que deram mais qualidade de vida ao Manel. A risca por si não é um sinal da doença, mas da nossa batalha contra essa maleita... é uma marca de guerra e devemos ter orgulho tal como os soldados exibem as suas cicatrizes.

 

Mas há sempre alguém que não consegue enfrentar a risca e uma vez, em conversa, foi-me até pedido para não tirar o chapéu ao Manel. Pela primeira vez senti na pele que a risca poderia colocar-nos barreiras. Sempre são fronteiras que se criam com as pessoas com quem não devemos perder tempo na vida, mas são barreiras que de outra forma eu não entenderia.

 

Não escondo que também já falei aqui muitas vezes sobre o Cristiano Ronaldo e de como fui simpatizando mais e mais com a sua determinação e amor pela sua Mãe.

 

Ontem não deixei de reparar no seu corte de cabelo. Hoje fico mesmo sensibilizada por perceber que o Cristiano quis prestar uma homenagem a um menino de "risca" como o Manel.

 

Obrigada Cristiano!

 

 

A probabilidade de ganharmos o Mundial se calhar é a mesma de descobrirem a cura para a esclerose tuberosa nos próximos anos. É bom saber que alguém se preocupa com meninos das "riscas" como o Manel.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D