Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Gosto de chocolate

 

Em mousse, em tabletes, bombons, bolos.

 

Preto, branco, raspas de laranja cobertas, de leite. O chocolate dá-me a garantia que o doce à partida será bom.

O chocolate sabe bem de manhã, quente na caneca com o leite... em napolitanas quentes, ou depois de um café ou pela noitinha. Impossível de resistir. Dá-me energia, conforta-me.

 

Recordo-me dos tempos de infância em que dividíamos uma tablete de Jubileu nos dias em que assistíamos o 1,2,3 na televisão. Era o dia do chocolate e repartíamos uma fila de chocolate para cada um. Um doce ritual que não esqueço.

 

 

Até Fernando Pessoa teceu uns versos sobre a simplicidade do chocolate, no poema tabacaria… aqui fica o excerto:


(Come chocolates, pequena;

Come chocolates!

Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.

Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.

Come, pequena suja, come!

Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!

Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folha de estanho,

Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D