Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Maridão de surpresa comprou bilhetes para o concerto do Seu Jorge e eu fiquei em pulgas.

Há anos que não vou a um concerto. Ainda sou do tempo de quem se dizia ir a concertos no Pavilhão Atlântico (Meo Arena já é modernice para mim, velha aos 32 anos).

Assim estou feita criança em véspera de Natal e adolescente que quer decorar as letras todas e preparar-se para o concerto com tudo na ponta da língua (espero que o Rui consiga escutar o Seu Jorge sem grave interferência minha, mas não prometo).

 

As boas surpresas são assim, começam logo em ebulição, nesta vontade de ir, do preparar e gozar tudo ainda só de imaginação.

 

Tenho a certeza que vou adorar ir ao concerto de mão dada, ouvir com lágrima no canto do olho as baladas que mais emocionam, remexer no telemóvel vinte vezes a trocar mensagens sobre o estado das crias, gingar os ombros ao ritmo das músicas mais animadas e dizer no fim ao Rui que AMEI isto tudo.

 

E não termina aqui, depois ainda fica a vontade de voltar a ouvir vezes sem conta o CD para recordar os melhores momentos, com aquele gostinho de quem parece ter ficado amiga do artista e o trata por tu (neste caso até por você, que Brasileiro assim entende melhor).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D